Renda variável tudo que precisa saber

Neste artigo vamos falar sobre renda variável, entender o que é, e como funciona este investimento, vamos lá?

Para entender sobre renda variável, primeiro precisamos saber que se trata de um risco, pois não se tem certeza de lucro ou perca, do seu investimento.

O que é renda variável?

Para entender de forma simples, é um tipo de investimento, em que a rentabilidade não se sabe no momento da aplicação da mesma.

Tudo vai depender de vários fatores, e do investimento realizado. Alguns deles são, o crescimento da economia, a situação do mercado dentre outras coisas.

Os ativos da renda variável, costumam sofrer grandes oscilações no mercado. Mas a mesma pode ser uma grande sacada, para altos ganhos ou altas perdas também.

Tipos de renda variável

Vamos citar alguns investimentos de renda variável. Esses são bem conhecidos no mercado financeiro, e tem bastante investidores. Conheça esses ativos abaixo.

Fundos imobiliários (FIIs)

Essa modalidade como o próprio nome sugere, é o investimento em ativos, do setor imobiliário, onde o mesmo realiza a aquisição de cotas, e tem direto em parte da renda gerada com os ativos.

Câmbio e Moedas

Há varias maneiras para se operar, moedas e câmbio. Existem os contratos futuros, compra de papel moeda e os fundos cambiais. Estão ligadas a cotação de câmbio, e por isso são parte da renda variável.

Ouro

Fazer investimento em ouro na forma física, esta cada vez mais complicado. Mas você pode negociar o mesmo, na B3 ou em outras bolsa e até por fundos de investimento em ouro.

O mesmo é um ativo de grande valor, e é considerado um trunfo em momentos de crise.

Ações

Uma empresa pega o seu capital social, e divide em frações. Essas frações são compradas por investidores, que se tornam sócios do negocio.

Essa frações são chamadas de ações. E as mesmas pagam dividendos aos seus acionistas, existem ações ordinárias e presenciais.

Vantagens da renda variável

Esse ativo tem como chave, os lucros elevados, que chamam mais a atenção do que a renda fixa. E muitas vezes, esses retornos são em um período curto de tempo.

Também tem como vantagem, a diversidade de ativos para a escolha. E a oportunidade de trabalhar com juros compostos, reaplicando os lucros. Tornando assim uma boa estratégia , para o longo prazo.

Desvantagens

Como dito anteriormente, o risco é a principal desvantagem. A possibilidade de altas perdas, gera um desconforto. Por exemplo, o lucro de vários meses, pode ser perdido em alguns dias.

Por isso é recomendado para investidores agressivos ou moderados, que tem o psicológico preparado para possíveis percas.

É seguro

Esses investimentos  são considerados seguros, mas faz-se necessário que a instituição que oferece esse serviço, seja autorizada pelas autoridades competentes que são, Banco central, e a Comissão de Valores Monetários (CVM).

Antes de fazer qualquer é investimento, é importante analisar os ativos, e esta ciente dos riscos.

Verifique a integridade, e a segurança da instituição responsável pela aplicação, a fim de resguardar você e seu capital. Não invista sem entender no que está investindo.

AGUARDE 40 SEGUNDOS PARA BAIXAR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *