Investimentos: Conheça alguns

Já deve ter reparado que o hábito de investir tem vindo a ganhar força entre os brasileiros. Todos os dias estamos com uma sequência de notícias e sugestões sobre investimentos, que atraem a atenção especialmente daqueles que ainda não fazem parte deste mercado.

 Se este for também o seu caso, siga este post. Iremos explicar as propriedades de certos tipos de investimentos.


 Conta Poupança

 Este é possivelmente o tipo de investimento mais reconhecido no Brasil, desde que foi criado em 1861, no final do período imperial. Desde então, este investimento tem tido os seus altos e baixos, desde a confiscação de títulos pelo governo federal até à impressionante produtividade de mais de 50% – tendo em conta apenas os episódios mais atuais.

 A verdade, no entanto, é que atualmente o investimento em poupanças não é tão marcante neste momento. 

Apesar do perigo limitado demonstrado pela aplicação, os seus retornos neste momento não são assim tão interessantes, apenas o suficiente para vencer a inflação.

 A melhor característica da contabilidade da poupança é que o método de investimento é bastante simples, e pode geri-lo em conjunto com a sua conta corrente.

 

Tesouro direto

 O investimento no Tesouro Direto baseia-se na compra de títulos públicos emitidos pelo Governo Federal. 

São propostas com prazos e rendimentos diferentes, e requerem um investimento inicial baixo. Isto faz deles boas possibilidades para aqueles que desejam construir uma carteira de investimentos diversificada.

 É possível obter títulos com rendimentos ligados a diferentes indicadores financeiros, tais como a Selic e o IPCA. 

Além disso, é possível escolher entre valores fixos, em que o tipo de rendimento é definido no momento do investimento, ou valores pós-fixados, em que as vantagens dependerão da evolução do indicador no final do período de resgate.

 Sendo uma alternativa de investimento bastante segura e com boa liquidez, é procurada pelos investidores mais conservadores e por aqueles que procuram constituir uma reserva financeira de emergência. Os títulos públicos são negociados dentro da plataforma do Tesouro Direto, mas é necessário abrir uma conta numa empresa de corretagem para ter acesso a este tipo de investimento.

 

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

 Os CDBs assim como os títulos públicos seguem a mesma linha, com a principal diferença de serem emitidos por instituições financeiras privadas. 

Os fundos angariados são utilizados para financiar as suas atividades, enquanto que os investidores têm a possibilidade de dispor da perspectiva de receber a parte investida, corrigida no futuro.

 Os rendimentos também permanecem referenciados por indicadores financeiros, o mais importante dos quais é o CDI. 

Isto assegura frequentemente resultados superiores aos das contas poupança, no entanto, está continuamente nos parâmetros dos investimentos de rendimento fixo.

 É viável optar por CDBs com liquidez diária, no entanto, é necessário prestar atenção às taxas praticadas para garantir que a operação vale a pena. 

O investimento é protegido pelo Fundo de Garantia de Crédito (FGC), que reembolsa o investidor se a instituição falhar.


 Letras de crédito

 Recomendado para aqueles que têm uma parte maior para começar a investir, as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e do Agronegócio (LCA) são títulos seguros que produzem rendimentos gigantescos. 

No entanto, a modalidade solicita frequentemente investimentos iniciais que têm a possibilidade de variar entre R$ 1 mil a R$ 5 mil, dependendo da organização.

 É uma opção de investimento recomendada para aqueles que têm planos a médio e longo prazo. Isto deve-se ao fato de a produtividade só ser garantida quando o resgate é feito no vencimento dos papéis. 

Por conseguinte, é necessário desenvolver um projeto ideal para garantir que a parte investida não seja perdida ao longo da vida do contrato.

 Os investimentos em LCI e LCA também permanecem cobertos pelo FGC, o que implica uma garantia adicional de estabilidade. Outro destaque é a isenção do imposto sobre o rendimento, o que torna o investimento mais vantajoso e mais simples de gerir.

 

Fundos de renda fixa

 Os fundos de investimento funcionam como um local composto por vários ativos. Isto permite ao investidor entrar numa grande variedade de produtos financeiros, de uma forma simplificada, simplesmente investindo no fundo escolhido.

 Se não tiver muita afinidade com este tipo de investimento, o ideal é começar por escolher fundos de renda fixa. 

São constituídos principalmente por ativos com elevada estabilidade e produtividade garantida, para além de permitirem uma interessante diversificação da carteira de investimentos.

Agora que você já entende sobre alguns tipos de investimentos, é importante analisar o seu perfil e ver o que melhor se encaixa pra você.

AGUARDE 40 SEGUNDOS PARA BAIXAR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *