Fundo de emergência como funciona?

Poupar dinheiro é algo muito importante, e evita os imprevistos. Por isso que é primordial ter um fundo de emergência para não ser pego de surpresa.

Muitas pessoas fazem economias, e conseguem juntar algum dinheiro. Alguns até tem alguma reserva, mas por falta de planejamento, a mesma acaba, e não consegue suprir os gastos mensais.

O fundo de emergência, é uma espécie de socorro, nos momentos de maior necessidade. O mesmo vai te ajudar nos momentos inesperados, e de grande turbulência.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre este fundo. Então é importante ler com atenção para entender o que é, e como funciona.

O que é fundo de emergência?

Este fundo, é uma reserva financeira, que vai ser usada em qualquer situação adversa. Ou seja, é um dinheiro que vai te ajudar, a não cair em dívidas, ou alterar o seu orçamento por conta de imprevistos.

Lembre-se, não é em qualquer ocasião, que o fundo de emergência dever ser utilizado. Existem algumas ocasiões, em que o mesmo pode ser aplicado. Tais como:

– Viagens urgentes;

– Conserto inesperado da casa ou do carro;

– Emergências com saúde

– Dentre outras contingências.

Por que preciso ter um fundo de emergência?

Entenda primeiro, que economizar para possíveis imprevistos, é essencial. Vai parecer difícil no começo, mas com o tempo você vai conseguir, atingir o valor desejado. Com isso terá mais tranquilidade quando surgir, uma situação adversa.

As vezes, o pensamento nos coloca como imunes. Mas quando se preveni, pode-se evitar grandes problemas, que podiam ser resolvidos com facilidade. Evitando anos de dívidas e constrangimento.

Lembrando que é necessário, ter objetivos e metas. Pois isso vai ajudar, a nos mantermos concentrados. Com isso evita-se os gastos desnecessários, e a tentação de pegar o dinheiro do fundo.

Quanto guardar?

É sempre recomendado, que o valor desse fundo, consiga cobrir no mínimo o equivalente a seis meses. Isso vai depender da estabilidade do seu emprego.

Nesse cálculo, você precisará saber, qual o seu custo de vida mensal. Ou seja, quanto a sua família gasta em um mês, para viver o padrão de vida atual.

Com isso é só multiplicar, pelo número de meses que acha necessário, para um caso de emergência.

Onde guardar?

Antigamente, as pessoas guardavam o dinheiro em casa. Porém, hoje existe algumas alternativas bastante benéficas para seu dinheiro.

Lembre-se, que ao aplicar o seu dinheiro em um investimento, é necessário entender que o mesmo possa ser resgatado a qualquer momento. Algumas opções são:

– CDBs de liquidez diária;

– Tesouro Selic;

– Fundos de investimento em renda fixa.

Atenção, não é aconselhável investir o dinheiro do fundo de emergência, em renda variável. Afinal esses investimentos são muito voláteis, e não tem garantia de lucro nas operações. Lembre-se que esse fundo, é para a sua segurança.

Agora que você já entende sobre o assunto, espero que tenha em mente, o que precisa fazer para montar o seu fundo de emergência.

Lembrando que no nosso blog, tem vários artigos relacionados a finanças, dê uma olhada e boa leitura.

AGUARDE 40 SEGUNDOS PARA BAIXAR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *